Circuitos turísticos e agricultura familiar são apresentados ao público que circula pela Casa Brasil

zu

Turistas que estão no Rio de Janeiro para acompanhar os jogos olímpicos puderam conhecer um pouco da cultura e culinária mineira, com a celebração do Dia de Minas Gerais na Casa Brasil. O espaço multiuso localizado no Pier Mauá, recentemente revitalizado, foi criado para promoção da imagem do país e atração de investimentos. Nesta terça-feira (16/8) foi a vez de mostrar ao mundo “o quê que Minas Gerais tem”, por meio de produtos artesanais vindos dos circuitos turísticos e diretamente da agricultura familiar.

A ação do Governo de Minas Gerais é coordenada pela Secretaria de Estado de Turisto (Setur) e conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário(Seda).

O secretário de Turismo, Ricardo Faria, que representou o Governo do Estado no evento, fez uma avaliação positiva da ação. “Estamos muito felizes em promover neste dia a cultura e a gastronomia mineira, que agrada a todos os paladares. O Governo de Minas Gerais vê no turismo um importante instrumento de desenvolvimento econômico e social. E o sucesso da nossa presença na Casa Brasil nos mostra que estamos no caminho certo”, disse.

Quem circulou pelo espaço pôde conhecer um pouco do nosso artesanato e degustar cachaças, doces, cervejas artesanais, cafés especiais, mel, entre outros produtos. O Governo de Minas promoveu também empreendimentos da agricultura familiar que possuem todos os certificados de habilitação sanitária, expertise em feiras e contam com o apoio estatal, por meio de vários projetos. Houve também distribuição de material de divulgação e dos roteiros turísticos.

O paulistano Romeu de Souza Pinho se encantou com a riqueza da nossa culinária. Apesar de morar no estado vizinho, ele conta que tem vontade de conhecer mais Minas Gerais. “Nosso país é muito rico e Minas Gerais expressa bem isso. Deu vontade de pegar o carro e conhecer as cidades históricas”, afirmou.

A empresária Maria José Diniz experimentou uma das várias cachaças artesanais produzidas em Salinas. “Vocês estão de parabéns! Não são todos os estados que tem essa riqueza toda”, disse.

Outra atração foi o grupo folclórico da Fundação Cultural Casa Drumond de Andrade, localizado em Itabira. Os turistas puderam conhecer um pouco da cultura do Congado, com a apresentação de uma batalha de marujos.

A estudante Maria Clara Castro ficou impressionada. Ela, que já conhece a capital mineira e Tiradentes, ficou muito interessada pela cultura mineira. “É a primeira vez que vejo esse tipo de apresentação. Gostei da criatividade do grupo”, disse.