Conferência debate assistência técnica e extensão rural em MG

IMG_8171

Até sexta-feira (15), serão escolhidos 42 delegados para representar o Estado na etapa de Brasília

 O secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Glenio Martins, presidiu na noite de quarta-feira (13), em Caeté, na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a 2ª Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (CEATER-MG) – 2016. Até sexta-feira (15) serão eleitos os 42 delegados de Minas Gerais que irão participar da etapa nacional, marcada para 31 de maio a 3 de junho, em Brasília.

A conferência tem como objetivo debater a questão da assistência técnica como um serviço essencial para os agricultores familiares, assentados da reforma agrária e povos e comunidades tradicionais. Uma das palestras programadas é sobre o tema “Ater, Agroecologia e Alimentos saudáveis”, que contará com especialistas vinculados à Universidade Federal de Viçosa, Emater-MG e a segmentos da agricultura familiar.

Ao dar as boas vindas aos participantes, o secretário Glenio Martins destacou que a pesquisa e a tecnologia são fundamentais para o avanço da agricultura familiar mineira. “Nosso governo acredita nesta pauta e não vamos medir esforços para fortalecer a agricultura familiar”, disse.

A ação é fruto de parceria do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável, com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), por meio do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (Cedraf-MG), e apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), universidades e movimentos sociais e sindicais do campo de Minas Gerais .

A delegada federal do MDA em Minas, Adriana Aranha, ressaltou a importância da participação de cerca de 2,4 mil pessoas nas 23 conferências territoriais e regionais realizadas em todas as regiões do Estado. “Depois de quatro anos da primeira conferência, estamos aqui para avançar um pouco mais na construção de um sistema de Ater”, afirmou.

]IMG_8323

Trabalho integrado

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz, ressaltou que o trabalho integrado entre os diversos órgãos de Governo tem feito “a diferença”. “O compromisso deste governo é fazer com que a agricultura familiar seja competitiva”, disse.

Já o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), Amarildo Kalil, lembrou do esforço do Estado em ampliar o acesso à assistência rural. A Emater, que está presente em 790 dos 853 municípios mineiros, abriu concurso para o preenchimento de mais 100 postos de trabalho.

“Políticas públicas descentralizadas, definidas democraticamente, tendem a ser mais sustentáveis”, defendeu.

O presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Vilson Luiz da Silva, também salientou a importância da assistência técnica na vida dos agricultores familiares. “Muitas vezes a questão da pesquisa, da tecnologia, é mais importante que o acesso a crédito”, garantiu.

Informe Agropecuário

IMG_8225 (2)

Como parte da programação de abertura da 2ª Ceater-MG, foi lançada oficialmente a edição 285 da Revista Informe Agropecuário, editada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), cujo tema “Agricultura Orgânica e Agroecologia” dialoga com o lema da conferência. O presidente da Epamig, Rui da Silva Verneque, fez a entrega dos exemplares. “O investimento em tecnologia é fundamental para o avanço da agricultura familiar”, afirmou.

Também participaram da cerimônia o deputado estadual Rogério Correia, representando a Assembleia Legislativa; o subsecretário de Trabalho e Emprego da Sedese, Antônio Roberto Lambertucci; a presidente da Federação das Comunidades Quilombolas de Minas Gerais (n’golo), Sandra Maria da Silva Andrade, coordenador geral da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado de Minas Gerais (Fetraf-MG); Juseleno Anacleto da Silva; o representante da Articulação Mineira de Agroecologia (AMA); Glauco Regis Florisbelo, o representante da Associação Mineira das Escolas Família Agrícola (Amefa), Idalino Firmino dos Santos.