Encontro em MG discute impacto da seca na Agricultura Familiar

4º Fórum dos Secretários de Estado Responsáveis pelas Políticas de Apoio à Agricultura Familiar do Nordeste e de Minas Gerais

Um dos desafios do 4º Fórum dos Secretários de Estado Responsáveis pelas Políticas de Apoio à Agricultura Familiar do Nordeste e de Minas Gerais é propor ações para o convívio com a seca na região do semiárido. Devido à estiagem, 121 municípios já decretaram estado de emergência, apenas em Minas Gerais. No Rio Grande do Norte, dos 167 municípios, 155 estão em situação de emergência, causando prejuízo de cerca de R$ 5 bilhões para a economia do Estado.

DSC02053

“Estamos reunidos para debater políticas de otimização dos recursos hídricos para a expansão e o fortalecimento da Agricultura Familiar”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Glenio Martins, anfitrião do encontro, durante a abertura do Fórum, realizada nesta quinta-feira, em Belo Horizonte. Dos nove secretários de Estado do Nordeste, seis participam do Fórum: Bahia, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Maranhão e os demais estados mandaram representantes: Alagoas, Pernambuco e Piauí. A reunião se encerra amanhã (30/10).

Além da presença dos secretários de Estado, a abertura do evento contou com a participação do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, do representante no Brasil do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Manoel Otero, e do gerente de Programas do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o italiano Paolo Silveri.

Para o ministro Patrus Ananias, o Fórum é uma oportunidade de potencializar as estratégias para a agricultura familiar. “Vivemos em um momento de travessia, com dificuldades, e o trabalho conjunto é fundamental para que os recursos se multipliquem”, disse o ministro.

Já o secretário de Estado de Desenvolvimento Rural da Bahia, Jerônimo Souza, defendeu a criação de um sistema nacional de desenvolvimento rural para o fortalecimento da Agricultura Familiar. “Isso é fundamental para avançarmos nas políticas públicas, disse Souza.

Fórum

Criado em março de 2015, em Fortaleza, com o objetivo de se tornar um espaço permanente de reflexão e articulação política e técnica da agricultura familiar da região do semiárido brasileiro, o fórum tem como tema política de recursos hídricos, uma questão que extrapola os limites do semiárido, sendo uma componente estratégica das dinâmicas de desenvolvimento sustentável da região.

Durante os dois dias de Fórum, estão previstas palestras de especialistas, como Gertjan Beekman (IICA), Ricardo Medeiros (Agência Nacional de Água), Henrique Veiga (Ministério do Meio Ambiente) e Irani Braga Ramos (Ministério da Integração Nacional).

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, fara uma exposição sobre a “Experiência do Estado de Minas Gerais”.