Estado realiza encontro para ampliar registro de agroindústria familiar

estado

O trabalho de apoio às agroindústrias familiares de Minas Gerais será ampliado com a parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) e o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Até a próxima quinta-feira (6/10), técnicos do instituto vão se reunir para alinhar os procedimentos para garantir que um número cada vez maior de empreendimentos da agricultura familiar seja registrado.

“Uma das principais demandas das agroindústrias é o registro no IMA. Essa parceria é muito importante e permite agregar valor à produção da agricultura familiar. Temos muito desafios, mas temos que enfrenta-los”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Professor Neivaldo, durante a abertura dos trabalhos, nesta terça-feira (4/10), em Lagoa Santa.

Das 241 agroindústrias familiares cadastradas pelo IMA, 135 pertencem à cadeia produtiva do leite, incluindo o queijo minas artesanal. Do total, 35 agroindústrias são de produção de mel e derivados, principalmente no Norte de Minas. De acordo com o diretor-técnico do IMA, Thales Almeida, o foco é atender esse grupo de empreendedores. “Nosso esforço é para ampliar o número de agroindústrias habilitadas. Espero que essa parceria com a Seda dê bons frutos”, disse.

Um dos principais gargalos para que os empreendedores rurais se adequem às normais é a falta de profissionais qualificados para a elaboração dos projetos. Outro obstáculo, segundo o IMA, é a falta de recursos financeiros para os investimentos.

Sanitaristas Mirins

De acordo com o Professor Neivaldo, os recursos disponibilizados pela Seda para o IMA, por meio da Gerência de Educação Sanitária e Apoio à Agroindústria Familiar (GEA), representam oito vezes mais do que foi repassado em 2015.

Com a verba, novos cadastros e termos de compromisso de agroindústrias familiares com o IMA serão feitos. Também estão garantidas as visitas de acompanhamento e orientação dos estabelecimentos cadastrados e atendimentos a milhares de alunos da rede pública estadual de ensino no Projeto Sanitaristas Mirins. O projeto prepara e conscientiza as crianças a multiplicar os princípios da educação sanitária entre amigos e familiares.

Na ocasião, Professor Neivaldo apresentou a nova edição da cartilha “A educação sanitária no dia a dia dos alunos – descobrindo a agropecuária na escola”. A cartilha é de autoria do IMA, com textos e ilustrações elaborados pelos técnicos do Instituto e dá suporte à realização do Projeto Sanitaristas Mirins juntos aos escolares de diversas regiões do estado. A Seda garantiu a impressão de 4 mil destas cartilhas.

“Estamos muito otimistas com essa parceria com o IMA. Já estivemos  juntos na organização da Semana do Peixe e na Feira da Agricultura Familiar e Urbana e precisamos ampliar essa atuação para fortalecer a agricultura familiar”, afirmou.

O diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães, reiterou a importância da parceria do IMA com a Seda como forma de otimizar as ações do Estado em benefício dos agricultores familiares. “Este esforço conjunto demonstra que os órgãos do governo de Minas estão em sintonia com o objetivo maior de contribuir para que os agricultores tenham condições de melhorar e ampliar a sua produção alcançando novos mercados e, por consequência, aumentar a sua renda”, disse.