Garantia Safra movimenta R$ 40 milhões só na região de Salinas

DSC09080

Recursos foram destinados a agricultores familiares de 20 municípios do semiárido mineiro, segundo balanço apresentado em curso de capacitação em Araçuaí  

Considerada uma das principais políticas públicas de combate à pobreza rural, o Garantia Safra movimentou entre 2010 e 2015 cerca de R$ 40 milhões, beneficiando agricultores familiares em 20 municípios do semiárido mineiro. Em cinco anos, o número de agricultores familiares na regional Salinas da Empresa Mineira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG) saltou de 3 mil para 15 mil beneficiados. Em 2010, eram nove municípios participantes, passando para 20 municípios atualmente. Apenas em Araçuaí, o número de beneficiários aumentou de 285 para mais de mil agricultores familiares.

 “Além de reduzir o êxodo rural, o impacto na economia das cidades é muito grande. Têm municípios menores que o Garantia Safra movimenta mais de um milhão de reais”, afirma o gerente regional da Emater-MG, Tiago de Souza.

Diálogo e transparência

Os dados fazem parte de balanço divulgado em Araçuaí, nesta quinta-feira (4), durante abertura da primeira etapa de capacitação técnica do Garantia Safra na região. Na próxima semana, o encontro será realizado em Januária (9) e Montes Claros (11).

A capacitação tem por objetivo dialogar com técnicos de assistência técnica e extensão rural, servidores públicos municipais e representantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) sobre como será o funcionamento do programa na safra 2016/2017.  É a primeira vez que Minas Gerais recebe esse tipo de oficina técnica.

O Garantia Safra é um programa do governo federal, que atende famílias de agricultores familiares de 168 municípios do semiárido mineiro, que ao longo do ano perderam mais de 50% da produção de feijão, milho, arroz, mandioca, algodão ou outras culturas, em razão de estiagens ou enchentes. Em Minas, é coordenado pela Emater-MG, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda).

Para a coordenadora estadual do programa, Eunice Ferreira, a capacitação é uma oportunidade de os técnicos da Emater-MG receberem orientações para operar o sistema. “É importante eles estarem bem informados sobre o programa, porque são eles que estão na linha de frente do programa“, disse.

Segundo a consultora da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Agrário (extinto MDA), Conceição Aparecida Luciano, de todos os estados que participam do programa Minas Gerais era o único estado que não tinha uma capacitação técnica regular. “É uma forma de democratizar as informações e dar mais transparência ao processo. No Nordeste, os estados fazem duas capacitações por ano”, conta ela.

Prazo para adesão prorrogado

A assessora técnica da Seda, Cynthia Gomes, ressalta que a participação de presidentes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentáveis (CMDRs) e dos secretários municipais ligados à agricultura familiar é muito importante. “É o momento que temos para reforçar a importância da adesão das prefeituras, que termina no próximo dia 31 de agosto”, afirma.

O prazo foi prorrogado para que as prefeituras tenham mais tempo para aderir. O seguro garante R$ 850 ao agricultor familiar em caso de perda de mais de 50% da produção. Cada prefeitura paga R$ 51 por beneficiário. Para firmar o termo de adesão ao Garantia-Safra 2016/2017, o município deve procurar o escritório da Emater-MG mais próximo para manifestar o interesse.

Mais informações com a Coordenação do Garantia-Safra em Minas Gerais, (31) 3349-8072 ou pelo e-mail: pronafsec@emater.mg.gov.br.

A expectativa é que nesta safra cerca de 50 mil mineiros sejam beneficiados, em 168 municípios, com investimentos de R$ 42,5 milhões. Desse total, R$ 5,1 milhões serão pagos pelo Governo de Minas Gerais. O restante é partilhado entre os governos federal e municipal e o beneficiário.

Referência nacional

O presidente da CMDS de Taiobeiras, Cláudio Moreira Santos, disse que o município ganhou um prêmio nacional no passado pelo seu envolvimento no programa. Desde 2003, Taiobeiras nunca deixou de aderir ao seguro.

“Damos muita importância ao programa, porque a nossa região tem um histórico de estiagem prolongada, quer se agravou muito nos últimos anos. Então, o Garantia Safra é uma mão que o Estado estende ao homem do campo”, afirma. Em Taiobeiras, mais de 500 agricultores familiares são atendidos, gerando uma receita de quase um milhão de reais.

Enfrentamento da pobreza no campo

Esta é mais uma ação do Governo de Minas Gerais para combater a desigualdade no meio rural e faz parte do programa Novos Encontros – Cidadania para Todos, uma estratégia de enfrentamento da pobreza do campo, lançado pelo governador Fernando Pimentel em junho. O Novos Encontros prevê investimentos de R$ 1,3 bilhão até 2018 em todos os 17 Territórios de Desenvolvimento de Minas Gerais. Na safra passada, 106 municípios aderiram ao Garantia Safra, totalizando 43.760 beneficiários, com investimentos totais de R$ 37 milhões.