Governo de Minas Gerais lança primeiro portal da agricultura familiar

emater-1

Parceria entre Emater-MG e as secretarias de Estado de Educação e de Desenvolvimento Agrário, a ferramenta facilitará o cruzamento das demandas institucionais com as ofertas da produção

Divulgar as ofertas da produção da agricultura familiar e as demandas das escolas e instituições públicas estaduais: este é o objetivo do “Portal da Agricultura Familiar” lançado nesta terça-feira (06/12) no auditório da Empresa Mineira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), em Belo Horizonte, durante as comemorações dos 68 da empresa pública. A plataforma digital, criada pelo Governo de Minas Gerais, tem o intuito de promover cada vez mais o acesso do segmento aos mercados institucionais. Já estão cadastrados cerca de 3 mil agricultores familiares e escolas estaduais de todos os 17 territórios de desenvolvimento do estado.

O endereço para acesso é  www.portaldaagriculturafamiliar.mg.gov.br.

O projeto é fruto da parceria das Secretarias de Estado de Educação (SEE) e de Desenvolvimento Agrário (Seda) com a Emater-MG, vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Para o secretário de Desenvolvimento Agrário, Professor Neivaldo, o lançamento do portal é uma das mais importantes ações já promovidas pela Seda, pasta responsável pela coordenação da plataforma. “A SEDA tem neste momento muito orgulho de ter coordenado este trabalho junto com a secretaria de Educação e Emater. Com certeza, é um dos momentos mais importantes desde a criação da secretaria”, disse Neivaldo.

A plataforma digital é uma das ações previstas no Termo de Cooperação Técnica assinado este ano entre os órgãos estaduais, com a finalidade de potencializar as compras da agricultura familiar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e da Política Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAAFamiliar).

Essas políticas públicas estabelecem que, no mínimo, 30% dos alimentos adquiridos por redes de escolas e hospitais públicos, entidades assistenciais, entre outras, sejam oriundos da Agricultura Familiar.

Cidadania no campo

Segundo a secretária de Educação, Macaé Evaristo, o portal permitirá mais transparência nos editais de compra de escolas estaduais e instituições pelo estado e garantirá o encontro dos gestores escolares com os agricultores familiares. “Que este portal nos torne mais humanos, a gente não garante o direito da educação sem a segurança alimentar. Temos que garantir vida digna aos agricultores familiares que muitas vezes são os pais dos nossos estudantes”, disse Evaristo.

A integração e conhecimento entre oferta e demanda vai gerar mais agilidade e facilidade na aquisição de gêneros alimentícios para as escolas e instituições de Minas Gerais, com alimentos frescos e diretamente produzidos no território, promovendo a segurança alimentar e nutricional dos mineiros e mineiras.

Novas tecnologias e tendências

Durante as comemorações dos 68 anos da Emater-MG, o presidente da empresa, Glenio Martins, enfatizou o quanto é importante estar ligado às novas tecnologias e tendências mundiais. “Precisamos entender quais são as novas possibilidades de aplicação tecnológica e ferramentas que se apresentam no cotidiano. O lançamento deste portal é uma das grandes parcerias que fizemos neste ano. O nosso trabalho é cada vez mais essencial para a geração de renda no campo”, disse Martins.

“O portal é uma ferramenta extremamente eficaz, ele terá informação na íntegra de chamadas públicas de qualquer escola cadastrada na plataforma. Teremos informações como quantitativo, preço, prazo de entrega, isso para o agricultor será um facilitador”, disse o Diretor de Apoio à Comercialização da Seda, Fernando Freitas e um dos técnicos responsáveis pela coordenação do projeto.

Homenagens

Macaé Evaristo e Professor Neivaldo, como representantes das secretarias de Educação e de Desenvolvimento Agrário, foram homenageados pela Emater-MG com a placa “Parceiros Destaque”, pelo “engajamento nas políticas públicas para impulsionar a atividade agropecuária rumo ao desenvolvimento sustentável”. A empresa pública é parceira da Seda em vários projetos, como o programa estadual de regularização fundiária rural.