Minas Gerais intensifica intercâmbio com governo italiano

Visita Italia ok

Seda prepara termo de cooperação com Itália para promover desenvolvimento rural sustentável

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), intensifica a troca de experiências com a Itália para o fortalecimento da agricultura familiar. Em visita ao Governo de Friuli-Venezia Giulia, na região Norte, composto por quatro províncias, a assessora de Planejamento da Seda, Flávia Guimarães, apresentou ações da Secretaria e discutiu o projeto de cooperação entre os governos para promover modelos de economia rural ambientalmente sustentáveis.

Segunda a assessoria técnica, o encontro, que ganhou destaque na mídia internacional, reforça o compromisso do Estado com o tema da sustentabilidade no meio rural. “Acredito que este tipo de intercâmbio é muito importante para aprimorarmos nossas políticas públicas, que já são referência, inclusive para o governo desta região da Itália”, comentou Flávia Guimarães.

A missão internacional foi encerrada na semana passada.  A convite do Centro de Agricultura Alternativa Vicente Nica (CAV) e do Centro Di Volontariato Internazionale (CeVI), a Seda participou de várias agendas. Um dos destaques da programação foi a participação da Seda no Fórum de Economia Solidária do Governo de Friuli Venezia Giulia. Na ocasião, o governo local fez o relançamento da lei regional de iniciativa popular em prol da economia solidária.

“Tivemos a oportunidade de apresentar políticas públicas que inserem a agricultura familiar nos mercados institucionais, como o da alimentação escolar e da Política Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAAFamiliar), disse a assessora.

Houve também a apresentação do projeto “Água Bem Comum”, desenvolvido pelo CeVI e financiado pela União Europeia. Jovens participantes do projeto mostraram as tecnologias alternativas de captação de água desenvolvidas pelo CAV, na região do Alto Jequitinhonha.

“No dia seguinte visitamos a comunidade de Camporosso e conhecemos a gestão do aqueduto comunitário local. Uma experiência muito rica sobre produção sustentável de água e de energia elétrica”, disse a assessora. Também foram realizadas visitas a experiências de gestão comunitária da água na região da Cárnia, nos Alpes Italianos, bem como foram feitas visitas a plantações comunitárias da comunidade de San Marco em Mereto Di Tomba.

A Seda também teve a oportunidade de falar sobre as políticas públicas da agricultura familiar em um seminário da ONG ambientalista Legambiente. “Mais uma vez reforçamos a importância de uma economia justa, solidária e que tenha o ser humano como objetivo principal, por isso apresentamos a agricultura familiar e sua diversidade, enfatizando as políticas públicas de apoio”, concluiu Flávia Guimarães.