Política estadual de aquisição de alimentos da agricultura familiar é tema de debate na ALMG

_MG_2173

 A Política Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar foi tema de debate nesta quinta-feira (16/03) em audiência pública na Comissão de Agropecuária e Agronegócio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Regulamentada pelo governador Fernando Pimentel, ano passado, a PAAFamiliar determina que no mínimo 30% das compras de gêneros alimentícios dos órgãos estaduais sejam oriundas da agricultura familiar.

O subsecretário de Agricultura Familiar, Luiz Ronaldo Carvalho, representando o secretário Glenio Martins, expôs as propostas para a aquisição de alimentos da agricultura familiar e a relevância do programa.

“Estamos realizando capacitação técnica de compradores, e também, dos agricultores familiares, para intensificar o PAA. Um termo de cooperação técnica já foi assinado entre as Secretarias de Desenvolvimento Agrário e de Educação e a Emater”, disse Carvalho.

Um portal de informações contendo demanda e oferta de produtos favorecerá os principais paradigmas enfrentados pela Seda. Capacitação técnica, assistência, adequação dos contratos de fornecimento, criação de centrais de distribuição, entre outras propostas fomentam o programa.

A gerente regional da Emater- MG, Mariza Flores Peixoto, é uma das responsáveis por viabilizar a primeira compra do PAA Familiar, pela Fundação Helena Antipoff, de Ibirité (Região Metropolitana de Belo Horizonte). E pontuou a necessidade de levar membros do governo para conhecer a realidade do campo. “Temos muito que aproximar a realidade de quem produz e de quem consome”, disse.

“Nesse sentido eu queria aproveitar a oportunidade para sermos parceiros, para que avancemos nessa potencialidade da agricultura familiar e que em Minas Gerais exista uma qualidade de alimentos a serem ofertados”, disse.