União Europeia co-financia seminário sobre feiras livres em Turmalina

Co-financiado pela União Européia, o evento contou com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda)
O evento contou com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda)

Como construir programas integrados para o fortalecimento das feiras livres municipais e da agricultura familiar no Vale do Jequitinhonha? Esse foi um dos principais temas em debate no VII Seminário de Feiras Livres e Políticas Públicas do Vale do Jequitinhonha, realizado nesta quinta-feira (27) no auditório Odair Bonifácio Maciel, no Centro Administrativo de Turmalina (MG). Co-financiado pela União Europeia, o evento contou com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda).

Para o subsecretário de Agricultura Familiar, Luiz Ronaldo Carvalho, encontros dessa natureza são fundamentais para conhecermos experiências exitosas, já que as feiras livres são importantes canais de comercialização da Agricultura Familiar, principalmente nesta região.

“É fundamental observar a feira em uma perspectiva maior, integrando o acesso a água, produção agroecológica e agregação de valor para promover a segurança alimentar da população local”, disse Carvalho.

O encontro, iniciado na quarta-feira passada, permitiu aos participantes visitas para conhecer, em campo, experiências bem sucedidas na área da agroecologia. Durante a noite, tiveram apresentações musicais, folclóricas e feira livre de artesanatos e produtos da agricultura familiar regional em praça pública.

O seminário foi promovido pelo Centro de Agricultura Alternativa Vicente Nica (CAV) em parceria com o Centro de Voluntariado Internacional (CeVI da Itália), Coldiretti (também da Itália) e Núcleo de Pesquisa e Apoio à Agricultura Familiar Justino Obers (Núcleo PPJ/UFMG).